Evangelho do dia

Honre o Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações; os seus celeiros ficarão plenamente cheios, e os seus barris transbordarão de vinho.  Provérbios 3:9-10

 UM NOVO OLHAR PARA O DOAR

Hoje em dia é tendência as pessoas muito ricas doarem para as caridades e para as boas causas. A Gates Foundation junto com Warren Buffet doou US$ 35,2 bilhões desde a sua criação em 2000, enquanto que o criador do Facebook, Mark Zuckerberg e a sua esposa planejam doar 99% das ações da sua empresa, com o valor de 45 bilhões de dólares, durante a sua vida. Alguns de vocês pode pensar: “Bem, se eu tivesse dinheiro assim, eu também seria muito generoso”! Na verdade, a maioria de nós não seríamos.

Em 2013, Atlantic Monthly Magazine escreveu um artigo sobre as tendências de doar entre os americanos. Os resultados mostraram que aqueles dentre os primeiros 20% dos rendimentos doaram uma média de 1,3% para as caridades em 2011, enquanto que os últimos 20% doaram uma média de 3,2%. Aqueles com recursos financeiros significativamente menores doaram 2,5 vezes MAIS do que aqueles com as maiores riquezas financeiras. Veja, é a natureza humana. Quanto mais você tem, mais tendemos a nos apegar. Volta para a nossa mentalidade de “eu primeiro”.

Então, quando Deus nos diz para honrá-lo com a nossa riqueza, com o que isso se parece? Bem, começa com uma mudança de perspectiva. De onde vieram todas as suas coisas? Por trás de todos os seus dispositivos de alta tecnologia, todos os carros novos, as nossas grandes casas, as nossas férias e as nossas poupanças, encontramos Deus. Deus é a fonte de todas as bênçãos. Tudo o que temos vem dele e pertence a ele. Isso inclui as nossas famílias, os nossos filhos, até mesmo as nossas carreiras, tudo o que temos vem dele.

Então, honrar a Deus com a nossa riqueza se trata somente de devolver o que já é dele. Na Bíblia, isto é mencionado como dízimo, doar 10% de toda a sua renda. Isso significa antes das contas, dos empréstimos, das hipotecas. É como uma “taxa de titular”. E que negócio bom é para nós, planejadores financeiros, em quem Deus confiou. Podemos usar os outros 90% com o que acharmos melhor.

Certo, mas importa quando doamos contanto que doemos? Sim. Pense assim: doar a Deus primeiro significa colocar Deus primeiro. Significa confiar em Deus mais do que confiamos em nós mesmos. Significa mudar a nossa perspectiva.

Então a pergunta é: Você irá confiar em Deus? Você doará primeiro e confiará em Deus com o resto? Mostre coragem e confie em Deus através da doação para a igreja e ministério Dele.

 

Imprimir