Evangelho do dia

Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Romanos 1:25

OBJEÇÃO 2: O ARGUMENTO DA VERDADE

No mundo do “relativismo moral”, a verdade absoluta não existe. Então quando Jesus disse “Eu sou a verdade” (João 14:6), o que Jesus realmente disse foi que a verdade absoluta existe e que Ele é ela. Em outras palavras, a verdade não é encontrada em conhecimento ou em uma filosofia, mas em uma pessoa, em Jesus.

Hoje, geralmente buscamos a verdade na educação superior. O selo da Universidade de Harvard inclui a palavra latina para verdade, VERITAS. A implicação é que, em Harvard, você terá grande conhecimento e descobrirá a verdade. Esta mentalidade tem se tornado a base de muitas Universidade e academias na sociedade hoje; do conhecimento vem a verdade. Mas Jesus disse algo que é completamente contrário. Ele disse que a verdade absoluta é encontrada em uma pessoa, Nele.

Por que muitos lutam com este conceito de verdade? Porque aceitamos uma mentira. Nós trocamos a verdade de Deus por uma mentira que diz que o maior significado vem da criação em vez do Criador. Em outras palavras, as pessoas só acreditam no que pode ser visto, tocado e sentido em vez de naquele que criou o que vemos, tocamos e sentimos. E assim como a igreja na Roma do primeiro século lutou com este entendimento da verdade, grande parte do mundo faz isso hoje.

As pessoas acreditam nesta mentira e focam em “coisas”, no materialismo, em coisas que podemos ver e explicar em vez de em Deus. Por consequência, a vida se torna uma saga contínua de busca por preenchimento. A busca pela verdade parece inútil e inalcançável. E ainda assim, Jesus é claro. Ele é tanto o caminho para Deus como a maior verdade. Você acredita nele?

 

Imprimir