Evangelho do dia

Pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. - Filipenses 4:11

O Perigoso Jogo da Comparação

Um filósofo certa vez declarou: “Não tente manter as aparências. Traga-as para baixo, ao seu nível. É mais barato.” Podemos aplaudir sua solução criativa para esse problema antigo, mas eu prefiro o conselho de Deus sobre o assunto. Ele simplesmente nos diz para não jogar esse jogo e ponto final.

Caímos em uma armadilha destrutiva quando nos comparamos com os outros, porque o fato é que sempre haverá alguém que tenha mais do que eu e você. Na segunda-feira nós estamos tão orgulhosos do nosso carro novinho em folha, mas no dia seguinte uma versão mais nova daquele mesmo carro está na garagem ao lado da sua. E aquela TV de plasma de 48’’, ficará sem graça ao ser comparada com a de 60’’ do seu cunhado, com sistema de som de última geração. Aqui está uma garantia da vida: não importa o que você tenha adquirido, alguém, em algum lugar, vai ter algo mais novo, mais brilhante, e melhor.

Qual é o mal de comparar-nos aos outros? A comparação tira nossos olhos das bênçãos que Deus colocou em nossas vidas. Quando comparamos nossas coisas com as dos outros, nos sentimos superiores, se temos mais e inferiores, se temos menos. Comparação desvaloriza nosso apreço por aquilo que Deus tem feito em nossas vidas, e podemos facilmente mudar de gratidão para ingratidão. Deus quer que nos contentemos com a forma como Ele nos tem abençoado em nossas na vida. Quanto mais cedo você aprender isso, mais feliz você será.

Imprimir