Devocional Diário

Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês. Lucas 6:38

O CORAÇÃO POR TRÁS DO DOAR

Quando John D. Rockefeller morreu em 1937, ele tinha doado o equivalente a mais de US$ 6 bilhões para a caridade. Para Rockefeller, a generosidade era uma lição aprendida na infância. Quando criança, ganhando apenas US$ 1,50 por semana, a mãe dele começou a ensiná-lo a importância de dar um dízimo, 10% do que ganhamos, para Deus. Rockefeller depois disse que ele nunca teria dado o dízimo do seu primeiro milhão se ele não tivesse aprendido a dar o dizimo de US$ 0,15 daqueles US$ 1,50 por semana.

Falar sobre dinheiro sempre é difícil, principalmente na igreja. E nós certamente não precisamos olhar longe para encontrar exemplos de falsos pastores prometendo riquezas e bênçãos em troca de generosidade financeira, o “evangelho da prosperidade”. Então, o que Jesus realmente diz sobre doar? A diferença é o motivo, o que importa é o coração de quem doa.

Segundo a Bíblia, somos chamados para honrar a Deus através da doação. Começa com o dízimo (Malaquias 3:8-10). Através do dízimo mostramos a Deus que confiamos Nele para atender as nossas necessidades mais do que confiamos em nós mesmos, nos nossos empregos ou na nossa conta no banco. E sim, as Escrituras realmente prometem que Deus nos abençoará. Esta benção pode tomar a forma de uma grande riqueza financeira como no caso de Rockefeller, mas também poderia estar na forma de bênçãos espirituais. Se Deus nos abençoa com grandes riquezas, não nos cabe viver de forma extravagante, mas sim doar mais.

O fato é que ninguém pode alcançar a generosidade de Deus. Olhe para Jesus, o maior presente de Deus para o mundo. Foi por amor que Deus doou. Ele doou o seu melhor, o seu único Filho para que pudéssemos receber a salvação dos nossos pecados e nos reconciliássemos com Ele.

Então, por que você não doa? E resposta é fácil: você não confia em Deus. E para aqueles que doam, qual o seu motivo? Que seja uma gratidão genuína pelas bênçãos de Deus na sua vida, porque este é o maior motivo para doar.

Imprimir