Devocional Diário

“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” – Romanos 5:8 

LIBERTANDO-SE DO SEU PASSADO Parte I 

Você sabia que a vida amorosa do profeta Oséias é o tópico de uma história muitas vezes esquecida e bastante inesperada no Antigo Testamento? (Você pode encontrar a história completa no seu livro homônimo, Oséias.) A versão curta da história é a seguinte: Deus disse a Oséias para se casar com uma mulher de “má reputação”. Ela era conhecida na cidade por sua “moral fraca” e imoralidade sexual – não exatamente o perfil usual que um profeta esperaria de uma esposa. No entanto, Oséias obedeceu a Deus e eles se casaram. Alguns anos e três filhos depois, ela foge, abandonando completamente Oséias e a família – apenas para acabar presa em um estilo de vida de prostituição. Inacreditavelmente, Deus diz a Oséias para levá-la de volta como esposa. Apesar de tudo o que ela o fez passar, Oséias obedece a Deus, chegando ao ponto de pagar por sua liberdade.  

Para quem já experimentou infidelidade relacional, abandono ou traição – o perdão e a obediência de Oséias podem ser um pouco difíceis de entender e muito menos de aceitar. Então, o que Deus poderia estar tentando comunicar através dessa história?  

Eu acho que existem duas lições poderosas para nós. A primeira, um paralelo mais óbvio, é como o amor, a aceitação e a busca contínua de Oséias por sua esposa, mesmo depois que ela o rejeitou e lhe deu as costas, espelha o amor de Cristo por nós. A partir do momento em que Adão e Eva rejeitaram a Deus por meio de seus pecados, Deus pôs em movimento um plano de redenção; Ele está nos perseguindo desde então. “ Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores ” (Romanos 5: 8). Jesus tomou sobre Si a sentença do nosso pecado, para que tivéssemos vida (João 3:16).  

E, assim como o amor de Oséias por sua esposa, o amor de Deus não depende de colocar primeiro nossas vidas em ordem. Se fosse esse o caso, nunca seríamos bons o suficiente. Não, Jesus tomou sobre si todos os nossos pecados e Ele nos aceita como somos – pecado, vergonha e tudo mais. Precisamos apenas ir a Ele com corações arrependidos e com a vontade de lhe dar o controle de nossas vidas, para experimentar isso pessoalmente. É assim tão simples, e tão poderoso. 

Não perca a segunda lição na parte dois desta história amanhã! 

 

Imprimir