Devocional Diário

“Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?”– 2 Coríntios 6:14 

CASAMENTO: INDO ATÉ O FIM 

Com uma taxa de divórcio de 50%, não há como negar que o casamento é difícil. É fácil listar todos os desafios e dificuldades que os cônjuges enfrentam no casamento, então o que Deus tem a dizer sobre o assunto? E como podemos experimentar o tipo de casamento que Deus deseja – O tipo de casamento que não apenas dura, mas se torna mais profundo e mais rico a cada ano que passa?

Deixe-me esclarecer isso desde o início: o casamento nunca sai exatamente como planejamos. A vida tem uma maneira de apresentar obstáculos que podem abalar até o casal mais forte. Por esse motivo, é essencial pensar da mesma forma quando se trata de sua fé. Isso nos leva ao princípio básico quando se trata de experimentar o casamento da maneira que Deus planejou: cristãos são ordenados a se casarem com pessoas que compartilha a mesma fé.

Por que isso é tão importante? Porque a fé é central para as prioridades e valores; ela é basicamente uma grande parte de quem somos como pessoa. Não estou me referindo ao cristão cultural e casual, mas a uma pessoa comprometida com Cristo. É óbvio que quando um budista se casa com um Batista ou um ateu se casa com um cristão, haverá conflitos no âmago do seu ser. Com o tempo, essas principais diferenças de prioridades, crenças e visão de mundo criarão uma barreira nesse relacionamento – fazendo com que o casal que se apaixonou se afaste.

Se Cristo é a prioridade máxima em sua vida, escolha um cônjuge com a mesma prioridade. Isso não irá garantir um casamento bem-sucedido, mas as chances de sucesso são muito maiores. ISSO faz toda a diferença!

 

Imprimir