Evangelho do dia

“Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não eetava com eles quando veio Jesus. Disseram-lhe, então, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele respondeu: Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei”. João 20:24-25

EU NÃO ACREDITO EM VOCÊ, MOSTRE-ME!

Vimemos em um mundo “mostre-me”. Temos acesso a tanta tecnologia, que encontrar respostas para as nossas perguntas na internet é uma questão de segundos. Infelizmente, na maior parte do tempo, as respostas que encontramos não são verdade, ou são parcialmente verdade, mas por a ideia de “fé” ter se tornado passado, tornamo-nos uma sociedade que prefere “ver” uma mentira do que ter a oportunidade de ter fé na verdade!

Bem, você pode pensar que duvidar é um fenômeno novo, mas como você leu no versículo acima, duvidar vem desde os dias de Jesus, e muito antes disso. Tomé era um discípulo devoto de Jesus. Os outros discípulos já haviam visto Jesus em seu corpo ressuscitado, mas Tomé não estava na hora. Então, quando os outros disseram de Jesus, ele foi cético e queria ver por ele mesmo. Soa familiar? Na verdade, o duvidar dele o deu o nome de “Tomé duvidoso”, que foi passado através dos anos.

Eu realmente acho que Tomé tem uma má reputação. Sim, ele tem as suas dúvidas, mas Tomé está usando a cabeça. Ele não checou o cérebro na porta. Ele está pensando logicamente e ele quer provas. De várias formas, Tomé é o discípulo que muitos de nós podemos nos identificar. Ele precisa ver evidências. Ele não segue cegamente, mas quer saber que o que ele diz acreditar é verdade. E então Jesus aparece. Isso já aconteceu com você? Você sabe, dentro de você, que ele está sempre lá, mas as circunstâncias e a falta de fé não deixam você verdadeiramente abraça-lo e acreditar Nele? E então, bum, ele aparece? Você consegue imaginar como Tomé se sentiu quando ele viu Jesus, especialmente depois das coisas que ele tinha acabado de dizer?

  • Eles estava com medo por ter duvidado de Jesus?
  • Ele se sentiu culpado por não ter acreditado?
  • Ele estava chocado por Jesus estar realmente na frente dele?

Não sabemos como Tomé estava se sentindo, mas sabemos como ele reage: “Respondeu-lhe, Tomé: Senhor meu e Deus meu”! Tem muito siginificado nessas palavras que ele disse: pedindo perdão, reconhecendo que Jesus é o Senhor, e a gratidão por Jesus ter feito o que Ele disse que iria fazer. E mais, Tomé sabe que se a ressureição é verdade, isso munda tudo!

Jesus respondeu a Tomé com “…porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram”. Jesus estava com raiva de Tomé? Não, Jesus entendeu a dúvida dele, mas Ele usou isso para revelar que é somente pela fé que alguém pode ficar bem com Deus e ter o presente do Seu perdão e graça. Nos permite viver com confiança de que não há nada que possa nos separar do amor de Deus em Cristo Jesus, mas que sem a fé, não significa nada.

 

Você talvez seja um daqueles que é um pouco cético, um pouco incerto da sua fé. Você talvez tenha muitas perguntas. No fundo, você quer conhecer a Deus. Você quer conhecer por você mesmo. O Senhor ressuscitado tem algo para você. Ele pode transformar o seu ceticismo em crença. Vá até Ele com as suas perguntas. Vá até Ele com as suas dúvidas. Você também dirá “Senhor meu e Deus meu”!

*Tirado do sermão de George Wright, Pastor, Igreja Cedarcrest

 

Imprimir