Devocional Diário

“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.” Efésios 4:32

APRENDENDO A PERDOAR 

Perdoe os outros como Cristo te perdoou. Esse é um padrão bastante intimidador, especialmente quando sabemos que as pessoas vão nos enganar – tanto de maneira grande quanto pequena. Então, como exatamente nós perdoamos, especialmente quando enfrentamos ações cruéis e injustas?

Antes de mais nada, vamos dar uma olhada no que o perdão NÃO é:

  1. Perdoar NÃO é esquecer.A mentira é mais ou menos assim, “Se você realmente perdoou, então você esquecerá que isso aconteceu.” Não é verdade. Perdoar é ser capaz de lembrar como você foi injustiçado e escolher perdoar assim mesmo.

 

  1. Perdoar NÃO é ser ingênuo.Em outras palavras, se um parceiro de negócios te trai, então como cristão você é chamado para perdoá-lo. Você não é chamado para entrar mais tarde em outro acordo comercial com esta pessoa. O mesmo vale para relacionamentos pessoais. Perdoar não significa continuar no relacionamento com esse indivíduo. Às vezes limites claros precisam ser definidos. Outras vezes, é necessário distanciar-se ou a afastar-se dessa situação ou indivíduo específico. Não confunda perdão com ingenuidade.

 

  1. Perdoar NÃO significa falta de consequências.Tanto o Antigo como o Novo Testamento ensinam claramente a importância de submeter-se às autoridades terrenas ordenadas por Deus. Isso inclui pais, professores, supervisores e todos os outros que administram a lei e a ordem, distribuindo a justiça de forma justa e objetiva. O ponto é que a justiça e as consequências de nossas ações devem ser realizadas de maneira justa e objetiva, não com raiva e vingança. Em última análise, Deus realizará o julgamento final.

Nós perdoamos porque Jesus nos perdoou. Jesus entende dor, traição, injustiça… Ele experimentou todas essas coisas e ainda mais quando pagou de bom grado a penalidade pelos NOSSOS pecados através da morte na cruz. Por que Ele passaria por todo esse sofrimento? Porque Jesus queria que experimentássemos a liberdade de seu perdão para que pudéssemos perdoar a outros.

Então, quem você está tendo dificuldades para perdoar? Lembre-se de como você foi perdoado por meio de Cristo e peça a Deus que lhe dê força para perdoar outros. Percorrer o caminho do perdão não é fácil, mas certamente vale a pena.

Imprimir