Evangelho do dia

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar”.  João 14:1-2

A CASA DO MEU PAI

Minha mãe está no céu desde 2014. Não é uma surpresa, que muitas vezes, enquanto converso com meu pai, o tema da conversa se torna a eternidade. “Eu me pergunto como será”, ele diz. Embora ele seja um seguidor de Cristo há anos, esse tema ainda traz dúvidas. Ainda pode parecer como um mistério. Afinal de contas, como pode a linguagem humana finita possivelmente descrever o indescritível? Como entendemos a eternidade?

Jesus explica da seguinte forma: o céu é como uma casa com muitas moradas, ou muitos espaços. Para o seguidor de Jesus, haverá um espaço para você. Aqui vemos uma imagem de Jesus se tornando o maior servidor, preparando o nosso lugar no céu, preparando o nosso lar. Jesus está dizendo que o céu é como o nosso lar. É o nosso maior lar: livre do estresse, dos dramas de relações, e de infinitas listas de afazeres. O nosso lar celestial será de descanso e paz, preparado especialmente para aqueles que confiam Nele.

E o mais importante: Jesus explica que o céu será sobre o nosso Pai celestial. É um Pai nos oferecendo segurança. Um Pai com quem podemos contar. Muitas pessoas não tiveram uma boa relação com os seus pais biológicos. Muitos nem mesmo chegaram a conhecê-lo. Muito podem temê-lo, enquanto outros sentiram que o amor deles nunca agradou ao seu pai. O tipo de Pai que Jesus descreve pode ser difícil de imaginar, mas o céu será como o lar perfeito com o Pai perfeito. No céu, finalmente sentiremos o mundo do jeito que Deus planejou: livre do quebrantamento, da dor e da decepção, e com um Pai que é forte, amável, justo, confiável e gentil.

Se você foi machucado ou decepcionado por pessoas ou pelas circunstâncias da vida, olhe para Jesus. Se o seu pai terrestre falhou com você e te decepcionou, olhe para Jesus. Porque para aqueles que crêem Nele, o melhor está por vir!

Imprimir