Evangelho do dia

Não oprima o estrangeiro. Vocês sabem o que é ser estrangeiro, pois foram estrangeiros no Egito.  Êxodo 23:9

QUANDO OS PROBLEMAS PARECEM MUITO GRANDES

A crise mundial de refugiados pode parecer esmagadora, mas o que nós podemos fazer? Antes de reagir por medo, vamos ver o que a Bíblia diz sobre a nossa resposta aos refugiados e imigrantes.

  • Viva de forma diferente: Depois de 400 anos vivendo como refugiados no Egito, os israelitas conheciam a opressão de lideres estrangeiros. Mas Deus pediu algo diferente: empatia. Estamos lembrando nos nossos momentos de dor e sofrimento quando respondemos às necessidades dos outros?
  • Seja generoso: Em Levítico encontramos instruções para oferecer comida e vestimentas aos refugiados e imigrantes. Devemos ser justos e cuidar deles, geralmente usando nossos próprios recursos.
  • Seja um próximo: O apóstolo Paulo, em Gálatas, nos lembra do tão citado, mas pouco adotado, “Grande Mandamento: ame ao próximo como a si mesmo”. Jesus deixou claro que o nosso próximo é qualquer pessoa, principalmente os necessitados (Lucas 10:25-37). Quando se trata de refugiados e imigrantes vivendo em nossas comunidades, estamos os amando como próximos? Estamos os amando como nos amamos?
  • Seja amável: Jesus veio a terra não só para nos mostrar quem é Deus, não só para nos ensinar como viver, mas o mais importante, para dar a Sua vida por nós. Jesus tornou uma morte injusta na cruz na maior notícia que o mundo poderia saber, para todos. Para você e para mim e para cada refugiado.

Jesus nos chama para seguir o seu exemplo quando se trata de cuidar dos refugiados e imigrantes ao demonstrar o amor e as boas novas do Evangelho. Como fazemos isso? Pode ter várias formas, mas geralmente começa com atos de generosidade, com amor e simplesmente ser um próximo.

 

Imprimir