O QUE TEM PRA MIM?

28 de agosto de 2020

“Mas ele nos concede graça maior. Por isso diz a Escritura: “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes.” – Tiago 4:6

Imagine uma estrela de cinema arrogante ou um político narcisista. Quais rostos vêm à sua mente? Agora, estes indivíduos definitivamente parecem ter um problema de orgulho, certo? Parece quase fácil demais identificar egoísmo nos outros … ao mesmo tempo em que minimizamos sua presença em nossas próprias vidas. Afinal, adjetivos como “presunçoso, orgulhoso, egoísta” são bastante severos quando se voltam contra nós mesmos.

Você está pronto para ser sincero por um segundo? Deus se opõe aos orgulhosos, porque enquanto você está vivendo para si mesmo, tentando construir um mundo onde tudo é sobre você, você está vivendo em oposição a Deus. Agora, nem todo mundo vive com uma óbvia mentalidade de “olhe para mim”. Mas o orgulho é muito mais que arrogância e narcisismo extravagantes. Na verdade, eu argumentaria que quanto mais sutil o orgulho se apresenta em nossas vidas, mais perigoso ele pode ser.

O orgulho sempre nos leva a querer mais para nós mesmos, ao mesmo tempo em que nos afasta de pensar em como podemos amar, servir e compartilhar com os outros. Mais precisamente, o orgulho é a atitude que faz perguntar: “O que eu vou ganhar?” É o desejo de controlar e usar situações, coisas ou pessoas para nossos próprios desejos egoístas.

Talvez o maior perigo com a mentalidade “e o que tem pra mim” seja como ela nos impede de ver a beleza da graça de Deus. Olhe ao redor: Quantas pessoas estão perdendo o presente incrível da graça de Deus por causa de sua mentalidade individualista de “o que tem pra mim”? Ocupação, comparação, competição – estamos tão focados em nós mesmos que deixamos de reconhecer nossa necessidade de um Salvador. O orgulho nos engana, levando-nos a acreditar que podemos fazer o suficiente para ganhar o favor de Deus.

E você? Está vivendo em um lugar de orgulho, consumido por uma mentalidade “o que tem pra mim”? Seja honesto e peça a Deus humildade para fazer uma autorreflexão e dedique algum tempo para examinar seu coração. Por quê? Porque há muito mais na vida do que apenas eu.

 

Adaptado de um sermão de George Wright, Pastor Sênior da Igreja Batista Shandon, Carolina do Sul