Devocional Diário

Mas eu lhes digo: amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês.  Mateus 5:44

 

AMAR O NOSSO INIMIGO?

Os judeus estavam familiarizados com o mandamento do Antigo Testamento “ame ao próximo” (Levítico 19:18). Para muitos, isto significava os outros judeus, nem sempre fácil, mas eles entendiam a importância. Então Jesus veio e levou esse mandamento para outro nível: Não ame somente o seu próximo, eu quero que você ame os seus inimigos” (minha paráfrase).

Amar os nossos inimigos significa amar aqueles que não nos amam, que não se parecem conosco, que não falam como nós, e nem gostam de nós. Isto se refere a pessoas dentro e fora do nosso circulo familiar e de amigos, dos nossos companheiros crentes, e até dos nossos compatriotas. O mandamento de Jesus inclui amar aqueles que não são por nós, aqueles que desejam coisas ruins para nós, e até aqueles que deixam as nossas vidas miseráveis. Somos para amar a todos, mas especialmente os nossos inimigos.

Em um primeiro momento, amar os nossos inimigos pode parecer impossível. Afinal de contas, cada um de nós tem uma história que começa com: “se você soubesse como essa pessoa é ou o que ela fez, você não estaria me pedindo para amá-la”. Mas Jesus foi muito claro. Então, como começamos a amar os nossos inimigos? Começa com oração.

Quando oramos por uma pessoa que nos machucou, Deus tem um modo de amolecer o nosso coração. Começamos a olhar aquela pessoa através dos olhos de Deus, talvez lembrando até de como Deus olhou para nós em amor e misericórdia enquanto éramos o inimigo DELE e estávamos rejeitando-O através do pecado.

Então, “orar por nossos inimigos” faz aquilo que a pessoa fez ficar tudo bem? Claro que não. Significa que você vai gostar daquela pessoa? Na maioria dos casos, não. Mas significa que Deus pode te dar um poder sobrenatural para ama-los e mostra-los amor, não importa como eles reagirão. E este tipo de amor é poderoso. Não, é além de poderoso. É sobrenatural porque este tipo de amor vem de Deus.

Imprimir