Devocional Diário

“Tornei-me judeu para os judeus, a fim de ganhar os judeus. Para os que estão debaixo da Lei, tornei-me como se estivesse sujeito à Lei (embora eu mesmo não esteja debaixo da Lei), a fim de ganhar os que estão debaixo da Lei.” 1 Coríntios 9:20

CONSTRUINDO PONTES EVANGELÍSTICAS

Quando o apóstolo Paulo foi enviado pela igreja de Antioquia, ele encontrou Timóteo. Timóteo era um jovem cristão impressionante que mais tarde desempenharia um papel importante na jornada missionária de Paulo e na liderança da igreja primitiva. Com pai grego e mãe judia, Timóteo era judeu, mas não circuncidado.

O significado religioso da circuncisão e do judaísmo é um pouco estranho para muitos hoje, especialmente quando sabemos que não são nossas palavras, feitos ou até mesmo ações (seguindo as leis do antigo testamento como a circuncisão) que garantem a salvação, mas somente a graça e o sacrifício de Jesus Cristo na cruz pelos nossos pecados (Efésios 2: 8). Então, por que Paulo se importava com o fato de Timóteo ser incircunciso?

Se tratava de sensibilidade cultural. Paulo sabia que quando compartilhassem o Evangelho em território judeu, como nas sinagogas cercadas pela elite religiosa, inevitavelmente as palavras de Timóteo perderiam credibilidade caso descobrissem que ele era incircunciso. (Como eles saberiam, eu não tenho ideia).

Tratava-se de respeitar as tradições e a cultura dos tempos para ganhar o direito de ser ouvido. Os missionários que servem em regiões predominantemente muçulmanas geralmente adotam essa mesma mentalidade ao se vestir de maneira mais conservadora, ou as mulheres que por algum tempo optam por usar o lenço na cabeça. Esta decisão compromete sua fé cristã? Absolutamente não. Eles estão simplesmente mostrando modéstia adequada em relação a essa cultura, a fim de ganhar o respeito de ser ouvido ao compartilharem o Evangelho.

Respeitar a cultura, as crenças e as tradições de outra pessoa não significa que você sempre concorda, mas dá mais peso às suas palavras quando se trata de tópicos como a fé. Você pode não viver em uma cultura estrangeira, mas ainda pode demonstrar respeito e sensibilidade em seu local de trabalho e em sua comunidade. Como você está construindo pontes para compartilhar o Evangelho?

Imprimir