Devocional Diário

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. 10 Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam.” – 1 Pedro 2:9-10

 

O PROBLEMA DO CRISTIANISMO CULURAL

O problema com o “cristianismo cultural” é que os cristãos parecem mais com cultura do que com Cristo. O que eu quero dizer? Bem, não faz muito tempo que ser chamado “cristão” era socialmente benéfico. Ir à igreja certa poderia até lhe dar um bom emprego ou acesso aos círculos sociais certos. Quer você fosse um verdadeiro seguidor de Cristo ou não, era vantajoso se identificar como cristão – ser um “cristão cultural”.

Não nos dias de hoje. De fato, em muitas áreas da sociedade, pode até ser considerado negativo ser um seguidor de Jesus – antiquado demais, conservador ou tacanho. Diante de tanta oposição, como reagimos a essa cultura em rápida mudança?

É aqui que a nossa identidade se torna fundamental. Quem somos em Cristo? Pedro nos oferece algumas descrições poderosas: escolhido, realeza, santo. Veja, nossa identidade não é construída sobre o que FAZEMOS – nossa carreira, nosso círculo social, nossas realizações – mas sobre o que foi feito POR nós. Essas são as boas novas do evangelho! Fomos resgatados pelo amor e graça de Deus. A salvação é somente através de Cristo. E quando reconhecemos esse presente incrível e escolhemos seguir a Cristo – isso muda nossa identidade.

Começamos a ver a vida como uma parada temporária durante a jornada para um lar eterno com Cristo. Portanto, o atual caos eleitoral, as complexas questões sociais que assolam a nação e toda a dor e sofrimento em uma escala global: não é o fim da história. Por meio de Cristo, temos uma esperança incrível, mesmo diante da incerteza política e do medo.

É hora de abraçar nossa verdadeira identidade em Cristo como uma imagem do amor e da graça de Deus. É hora de nossas palavras e ações serem uma voz de esperança em uma cultura consumida pelo medo. É hora de substituir esse “cristianismo cultural” pelo real. Você está pronto? Confie em Jesus e abrace o dom de uma nova identidade firmemente fundamentada no que Ele fez por você!

 

Extraído de um sermão de George Wright, Pastor Sênior, Igreja Shandon Baptist.

Imprimir