Mansidão – Minha história para Sua glória

12 de agosto de 2020

 “Vós mesmos me sois testemunhas de que disse: eu não sou o Cristo, mas sou enviado adiante dele. Aquele que tem a esposa é o esposo; mas o amigo do esposo, que lhe assiste e o ouve, alegra-se muito com a voz do esposo. Assim, pois, já essa minha alegria está cumprida. É necessário que ele cresça e que eu diminua.” – João 3:28-30

Finja até dar certo. Todos já fizemos isso. Passamos por um novo emprego, uma crise familiar, ou o simples estresse da vida do dia-a-dia – todos tentamos aparentar como se tivéssemos tudo sob controle. Se eu for sincero, vou dizer que muitas vezes já me senti inseguro. Ainda que eu pareça ser forte e duro por fora, muitas vezes me sinto bastante impotente e insignificante por dentro.

Hoje, tendemos substituir o termo manso por fraco. Mas a verdadeira mansidão é tudo menos fraca. De fato, Jesus nos mostra que a mansidão é realmente uma força. Usando Sua força, Jesus carregou nossos fardos na cruz. Usando Sua força, Ele mostra Sua generosidade e mansidão àqueles que reconheciam sua necessidade de um Salvador.

Ok, talvez Jesus não fosse fraco. Mas, o que significa para mim andar com mansidão? Para o resto de nós, mansidão é um entendimento de nossa história à luz da glória de Deus. É uma vontade de encarar a realidade de quem eu sou aos olhos de um Deus santo. Colocado de forma simples, significa ver minha vida através das lentes do Evangelho.

É uma mudança de perspectiva na maneira como vemos nossas vidas. A mansidão reconhece que tudo o que tenho é de Deus e é minha alegria na vida apontar para ele. Como João diz, precisamos sair do caminho, Deus deve crescer e devemos diminuir. Por quê? Porque a história que está sendo escrita com a minha vida é toda sobre Ele. Minha história é para a Sua glória.

Ao reconhecermos nosso lugar na história do amor e da graça de Deus, começamos a experimentar a verdadeira felicidade. Se não é sobre mim, posso realmente comemorar com os outros. Posso me alegrar com a maneira como Deus está usando minha vida. Eu posso viver com uma garantia firme de que, para mim, o melhor ainda está por vir!