Devocional Diário

Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?" Jesus respondeu: "Eu lhe digo: não até sete, mas até setenta vezes sete". - Mateus 18:21–22

Considere isto: Setenta Vezes Sete

Chuck Colson falou uma vez sobre um evento incrível que ocorreu num de seus ministérios da prisão. Neste ministério, os presos que aceitam a Cristo passam por um período de discipulado de dezoito meses e, em seguida, participam de uma formatura. Quando um dos prisioneiros se aproximou para ser identificado, uma mulher muito imponente subiu em seu apoio. Ela era a mãe da jovem que o prisioneiro havia matado quinze anos antes. O homem negou o crime durante muitos anos. Foi quando ele aceito a Cristo e, ao passar por esse programa de discipulado, ficou convencido da sua necessidade de ficar ‘limpo’ diante de Deus e daqueles que ele tinha machucado. Ele confessou o crime e, em seguida, pediu perdão a mãe da vítima.

Mas isso não é a parte surpreendente. Antes que a mulher recebeu a carta dele, ela pediu ao Senhor para ajudá-la a perdoar o homem que havia assassinado sua filha. De maneira surpreendente, naquela cerimônia de formatura, esta mulher estava ao lado do homem que havia matado sua filha e anunciou: “Este é meu filho adotivo”.

Meus amigos, isso é o verdadeiro cristianismo. Quando somos reconciliados com Deus mediante a fé em Jesus Cristo e confessarmos os nossos pecados, o Espírito Santo nos abençoa com um poder sobrenatural. Esse poder nos leva a buscar o perdão daqueles que erraram e perdoar aqueles que nos horrivelmente nos machucaram – até mais do que setenta vezes sete.

 

 

Imprimir