Devocional Diário

 “Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.” – João 16: 33

AS CIRCUNSTÂNCIAS DA VIDA NÃO DETERMINAM A BONDADE DE DEUS

Por que, à medida que as circunstâncias pioram, nossa fé geralmente vacila? Em vez de acreditar que Deus permanece no controle – não importa quão boas ou más as coisas apareçam -, deixamos que os desafios da vida ofusquem lentamente nossa fé em Deus. Eventualmente, o medo pode substituir completamente nossa fé. Você pode estar enfrentando isso agora mesmo, ao fazer um balanço de quanto mudou nas últimas semanas do COVID-19: nossas rotinas diárias, nossos empregos, nossas finanças. Quando a vida muda da noite para o dia, nossa fé pode ser abalada…, mas ela não precisa desmoronar.

Pedro entendeu isso. Na verdade, Pedro viveu isso.

Por três anos Pedro seguiu Jesus sendo parte do círculo de pessoas mais próximas a Ele – um dos 12 discípulos. No que se refere ao ministério terrestre de Jesus, Pedro viu tudo: curas milagrosas, ensinamentos poderosos e declarações provocativas. Como a maioria dos seguidores de Jesus, Pedro assumiu que Jesus iria resgatar os filhos de Israel como o tão esperado rei dos judeus. Sendo assim, você pode imaginar o choque dele quando Jesus foi preso e condenado à morte na cruz. Não era assim que a história deveria ser – pelo menos não de acordo com Pedro. Imagine por um momento uma enorme lacuna entre expectativa e realidade.

Após a prisão de Jesus, os discípulos foram completamente vencidos pelo medo e fugiram (Marcos 14:50). Como as coisas conseguiram parar tão longe do planejado? As coisas estavam tão ruins que até Pedro, chamado de “rocha” por Jesus (Marcos 3:16), desmoronou – pois três vezes ele negou qualquer associação com Ele (Mateus 26: 69-75).

Quando as circunstâncias da vida não corresponderam às expectativas, os seguidores mais próximos de Jesus perderam a esperança e cederam ao medo. E, no entanto, a história não acabou. Jesus não apenas venceu a morte na cruz através de Sua ressurreição, mas também se importou o suficiente para redimir especificamente Seu relacionamento com Pedro (João 21: 15-17).

A lição para nós na história de Pedro é que as circunstâncias da vida não determinam a bondade de Deus. Mesmo quando a esperança parece perdida e o medo se aproxima, nossa fé não precisa vacilar. Por quê? Porque mesmo quando a história parecia ter terminado, Deus tinha outros planos.

Os eventos atuais abalaram sua fé? Ao nos aproximarmos do domingo de Páscoa, que a história da vitória final de Deus o encha novamente com a esperança de que, independentemente das circunstâncias da vida, Deus ainda é bom. Ele é digno de confiança porque Jesus está ressurreto e isso faz toda a diferença!

 

Imprimir