Evangelho do dia

Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não jure falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor’. Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei. E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem um fio de cabelo. Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno. - Mateus 5:33-37

INTEGRIDADE

Olhe para esta pequena frase: “Não jure falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor”. Então, ao olharmos para a nossa própria integridade (ou falta dela), não vamos ouvir Jesus dizer, “Tudo bem, é só deixar as coisas passarem”.  Muito pelo contrário – Ele realmente aperta os parafusos sobre a ideia de integridade!  Deuteronômio 23:23 diz, “Faça tudo para cumprir o que os seus lábios prometeram, pois com a sua própria boca você fez, espontaneamente, o seu voto ao Senhor, ao seu Deus”.  Você vê, o que dizemos com nossas bocas e, em seguida, o que fazemos depois, é o que compõe a nossa integridade.  E acredite, Deus leva a sério o que prometemos aos outros.  Tanto que, às vezes, é melhor não prometer nada!  Em suma, é melhor prometer menos e fazer mais.

A regra de Jesus é realmente muito simples. “Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno”. Um juramento ou uma promessa não deveria ser exigida, mas apenas um simples “Sim” ou “Não”.  Integridade é manter sua palavra.  Jesus é o exemplo perfeito desse tipo de pessoa.  Jesus manteve a Sua palavra, até a Sua morte na Cruz. Eu sou tão grato que Jesus sempre manteve Sua palavra.  Quando Ele disse que Ele iria para a Cruz, Ele foi para a Cruz. E quando Ele disse que ele iria ressuscitar em três dias, Ele ressuscitou em três dias.  A quão grande Rei nós servimos.  Ele é nosso Senhor e Salvador.  Ele é o padrão máximo de integridade.

(pregado por Thomas Nelson)

Imprimir