Evangelho do dia

Quando ele ficou sozinho, os Doze e os outros que estavam ao seu redor lhe fizeram perguntas acerca das parábolas. Ele lhes disse: "A vocês foi dado o mistério do Reino de Deus, mas aos que estão fora tudo é dito por parábolas, a fim de que, ‘ainda que vejam, não percebam, ainda que ouçam, não entendam; de outro modo, poderiam converter-se e ser perdoados!’" - Marcos 4:10–12

Tradução Literal

Quando um cristão bem-intencionado declara: “Eu acredito em tudo na Bíblia, literalmente,” esta pessoa está mentindo para você. Por quê? Bem, olhe para os ensinamentos de Jesus. No Sermão da Montanha, Jesus disse: “Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.” (Mateus 5:29). Se a pessoa que afirma acreditar que tudo na Bíblia deve ser tomado literalmente, mas ele tem olhos, então ele está mentindo para você, porque todos nós tropeçamos com os nossos olhos através da luxúria, avareza, ou a inveja.

Jesus não estava, na verdade, exortando-nos a arrancar nossos olhos. Ele estava falando sobre a gravidade do pecado, e como devemos nos arrepender do pecado para não acabar no inferno. Mas, se cada palavra pronunciada por Jesus for tomada literalmente, cada um de nós deve arrancar imediatamente ambos os olhos.

Lembre-se que Jesus ensinou por parábolas, metáforas e alegorias. Ele usou esses dispositivos para trazer uma lição espiritual mais ampla. Isso diminui o valor das Escrituras? Absolutamente não! Jesus estava simplesmente usando ilustrações memoráveis para comunicar a verdade perfeita. E é aí que a orientação do Espírito Santo entra em cena: para ajudar-nos a distinguir entre a verdade literal e uma parábola, permitindo-nos compreender as ricas verdades de nossa fé.

Imprimir