Evangelho do dia

“Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente”.

Lucas 15:13

 

ESTANDO LÁ

Coisas perdidas – e pessoas perdidas – nem sempre sabem que elas estão perdidas. Mas aqueles que os perderam o sabem. As ovelhas não sabem que estão perdidas, mas o pastor sabe. Moedas não sabem que estão perdidas, mas seus donos sabem. Ele pensou que estava vivendo e aproveitando a aventura de uma vida inteira, mas se você perguntasse ao pai dele, ele teria dito “Meu filho está perdido”. Onde estava o pai quando o filho estava perdido? Alguns podem argumentar que ele nunca saiu de casa, que nunca foi atrás do seu menino. Mas eu acredito que o pai estava bem longe também. Não se passou um dia ou uma noite em que o pai não estivesse com o seu filho mais moço em seu coração.

Os parentes que são deixados para trás sabem o seu tipo especial de perda. A esposa de um homem que luta em um país estrangeiro vai para esse país estrangeiro mil vezes ao dia em seus pensamentos. O parente de um sequestrado também é sequestrado. Os pais de uma criança lutam contra uma doença assim como o seu filho ou filha lutam, e sente cada dor. Dia após dia, hora após hora, o pai do filho pródigo estava longe também. Ele estava sofrendo a angústia e o vazio de estar separado do filho. Esse é um exemplo humano do amor sobrenatural de Deus. E isso é o que é incrível sobre nosso Deus. Ele mandou o seu Filho para nos resgatar – para pagar pelos nossos pecados na cruz e nos restaurar para uma relação certa com o Pai.

Você está perdido e não percebe? Você conhece o amor que Deus nos oferece através da vida, da morte e da ressureição do Seu único Filho? Por favor, não deixe que outro dia passe sem reconhecer o amor sobrenatural de Deus. Jesus foi enviado pelo Pai para nos salvar da nossa própria autodestruição e perdição. Já não é hora de deixar Ele te trazer para casa?

Imprimir